» A ALFABETIZAÇÃO ECOLÓGICA - APRENDIZAGEM CONTEXTUALIZADA - 300h

Descrição geral

  •       Ensinar os princípios básicos de ecologia e com eles, um profundo respeito pela natureza por meio de uma abordagem multidisciplinar baseada na experiência e na participação.
  •        Contribuir para que a educação ambiental inclua o estudo da ecologia, como a dimensão que abrange a natureza biológica do ambiente e do ser humano.
  •        Ensinar e aprender os princípios básicos da ecologia para nos tornarmos “ecologicamente alfabetizados”, conhecendo as diversas redes de interações que constituem a teia da vida.
  •          Entender as múltiplas relações que se estabelecem entre todos os seres e o ambiente onde vivem, e como tais relações se configuram na teia  que sustenta a vida no planeta.
  •          Reconhecer que todos nós em algum aspecto precisamos ser ecologicamente alfabetizados.
  •          Aprender a amar e respeitar o planeta terra, a partir dos princípios da ecologia.
  •          Refletir sobre as situações do cotidiano e a se posicionar, como parte da natureza e membro da espécie humana - entre tantas outras espécies do planeta.
  •         Estabelecer as mais diversas relações entre os componentes dos sistemas vivos e perceber o significado dos saberes dessa área com suas ações do cotidiano.
  •          Refletir sobre a importância estratégica da educação ambiental no contexto contemporâneo.


Conteúdo Programático

Unidade I – Como a Natureza Sustenta a Teia da Vida

Unidade II – Falando a linguagem da natureza: princípios da sustentabilidade 

  •          Mudanças de ponto de vista.
  •          Algumas implicações para a educação.
  •          A sustentabilidade na linguagem da natureza.
  •          Redes; Sistemas aninhados; Interdependência; Diversidade; Ciclos; Fluxos; Desenvolvimento; Equilíbrio dinâmico; valores.

Unidade III – Os valores da Fast Food e valores da slow food 

  •          Os valores da Fast food.
  •          Os valores da slow food.
  •          Lugar e Pedagogia.

Unidade IV – Alfabetização ecológica: aprendizagem no contexto 

  •          Aprendizagem por meio da arte em meio à natureza.
  •          Aprendizagem na cozinha que é uma sala de aula.
  •          Aprendizagem no campus da escola.
  •          Aprendizagem na horta da escola.
  •          Aprendizagem na área de uma bacia hidrográfica.
  •          Aprendizagem em lavouras sustentáveis da região.

Unidade V – Liderança e comunidade de aprendizes 

Unidade VI – A construção de um modelo para a educação por justiça ambiental 

Unidade VII – Dançando Com Sistemas 

  •          Ouvir a sabedoria do sistema.
  •          Expor os próprios modelos mentais.
  •          Ser humilde. Manter a atitude do aprendiz.
  •          Respeitar e proteger a informação.
  •          Situar a responsabilidade do sistema.
  •          Criar programa de realimentação.
  •          Prestar atenção no que é importante, não apenas no que é quantificável.
  •          Buscar o bem do todo.
  •          Expandir os horizontes do tempo.
  •          Expandir os horizontes do pensamento.
  •          Expandir os limites da responsabilidade de cada um.
  •          Celebrar a complexidade.
  •          Manter-se firme na busca do bem.

Unidade VII – Integração da nutrição ao currículo

  •          Estabelecendo ligações entre escolas e fazendas
  •          A ligação entre o modo como a comunidade é servida e as lições estudadas pelos alunos.
  •          Ligação entre escolas, pais, comunidades e culturas.
  •          A ligação entre as mudanças no sistema alimentar e o desenvolvimento profissional.
  •          A ligação entre as boas ideias e uma mudança significativa.

Unidade IX – O processo de mudança da escola: uma visão sistêmica 

  •          Prioridades que se rivalizam entre si e o fator desdém.
  •          Precisa-se de lideres.

Unidade X – Criar filhos íntegros é como cultivar alimentos saudáveis 

Informações

Carga Horária: 300 horas.

Investimento: 220,00 (Dinheiro ou Cartão)